CURURUPU: uma cidade histórica, Patrimônio e orgulho de sua brava gente

Da Redação

0

Fundada em 1841, Cururupu  é um município do estado do Maranhão, sua população é de 30.805 habitantes conforme estimativa IBGE de 2016. O município é sede da Região de Planejamento do Litoral Ocidental, sendo centro regional de outros oito municípios. Neste dia 03 de outubro a multicultural cidade completa 176 anos de fundação e por quer não dizer de uma frenética história que resiste ao tempo e às ações desastrosas de alguns de seus prefeitos ao longo do tempo. 

Constam algumas versões e dados históricos sobre as origens da povoação das terras que hoje compreendem a região do município de Cururupu. Isto por que no passado remoto a historiografia oficial dispunha de poucos meios comprobatórios para confirmar relatos. por essa razão colocaremos para apreciação as vertentes existentes nos anais.

O primitivo território do Município de Cururupu pertenceu a dois herdeiros das famílias de Felipe Pedro Borges e João Antônio Borges Lisboa que dividiram ao máximo as terras por meio de vendas com receio que o  Governo as requeresse de volta a imensa sesmaria que se estendia desde a ponta do Sassoitá no Município de Guimarães até  as margens do rio Turiaçu.

O distrito foi criado por meio de uma divisão territorial por força de lei provincial em 1835 dividindo a Vila de São José do Município de Guimarães em três freguesias, umas delas, deu origem ao território de Cururupu.

A história da povoação do município remonta o passado primeiramente com uma população nativa primitiva descoberta nos primórdios da colonização ocidental no Brasil, consta que foram os portugueses que primeiro deram conta da existência de um povo de hábitos primitivos habitando as terras que foram destinadas para ser colonizadas para fins da implantação de uma civilização espacionista oriunda do continente Europeu com destino para o Maranhão. Os portugueses aportaram na região ocidental do atual estado do Maranhão, pela primeira vez, em 1531. Em 1534, foi dividido o território da colônia em capitanias hereditárias.

Superada a questão histórica, Cururupu se constitui numa das cidades mais importante de sua região, é de uma beleza natural sem igual, embora esta não seja totalmente explorada pelas autoridades competentes locais, de praias deslumbrantes e pouco explorada, onde o tempo parece que não passa, dizem os que visitam as praias cururupuenses que a beleza supera qualquer obstáculo para chegar até elas. Quase sem infraestrutura adequada, é um contraponto com as belezas naturais sem iguais em nenhuma outra cidade do estado.

Cururupu chega aos seus 176 anos com uma população acima dos 30 mil habitantes, de uma cultura afro brasileira muito intensa e uma miscigenação de um povo hospitaleiro o qual quem os conhece se apaixona. Hoje a cidade já possuem importantes instalações hoteleiras para quem esteja na cidade, seja para passeio ou a trabalho, mais seus principais atrativos é sua gente e suas belezas naturais, beleza essa que só quem conhece com mais assiduidade são os nativos e aqueles que buscam aventuras nos lugares mais belos do país, é lamentável por exemplo que não se percebe na cidade uma única agência especializada com viagem diária para os principais encantos da cidade, fomentando o desenvolvimento e ao mesmo tempo trazendo retorno ao município. 

É fácil saber e ter informações sobre os lenções de Barreirinhas e Santo Amaro por exemplo, mais pouco se sabe sobre os lenções de Cururupu os quais são tão belo quanto os citados, a MA 006 que da cesso via terrestre ao município também é um forte candidato à desestimular o turismo pela suas péssimas condições de trafegabilidade. É claro que os cururupuenses não perdem a esperança de um dia ver nossa cidade entre as mais visitadas do estado, uma vez que dispomos de todas as condições naturais, restando apenas ações públicas que venham fomentar e permitir que isso aconteça de forma sustentável e que gere renda e emprego para sua população. O pescado é outra vocação secular da cidade, tradicionalmente Cururupu é e sempre foi uma cidade onde teve em sua economia o pescado, todavia, é vergonhoso visitar o mercado do peixe da cidade, em condições totalmente em desacordo com aquilo que se deseja para os que ali trabalham. 

Por fim, não podemos esquecer de desejar à esta linda e cosmopolita cidade sucesso nesse seus 176 anos e que venham muitos outros anos pela frente, esperamos ainda que a cidade e seus arredores possam ser mais bem cuidado, trazendo à sua gente orgulho e alegria em pertencer a esta terra sem igual. Que os governantes locais possam serem solidários entre se pelo bem desta que é e sempre será a maior inspiração de sua gente.

Posts Relacionados Mais do autor

Comentário

Seu endereço de email não será publicado.