Procurador da Lava Jato critica declarações de novo diretor-geral da PF

0

procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, integrante da operação Lava Jato, usou suas redes sociais para criticar o novo diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, que tomou posse nesta segunda-feira (20).

Para ele, “não cabe ao diretor-geral da Polícia Federal falar sobre investigações, pois não é responsável por elas, mas apenas o chefe administrativo da instituição”.

Além disso, listou mais dois equívocos cometidos, segundo ele, por Segóvia.

“Não cabe à Polícia Federal falar sobre denúncias realizadas, pois a opinio delicti é exclusiva do Ministério Público; e sua opinião pessoal é totalmente desnecessária e sem relevância, ainda mais quando dada em plena coletiva após a posse que lhe foi dada pelo próprio denunciado”, afirmou, em seu perfil no Facebook.

“COMEÇOU BEM!

1. Não cabe ao Diretor Geral da Polícia Federal falar sobre investigações, pois não é responsável pelas elas, mas apenas o chefe administrativo da instituição.
2. Não cabe à Polícia Federal falar sobre denúncias realizadas, pois a opinio delicti é exclusiva do Ministério Público.
3. Sua opinião pessoal é totalmente desnecessária e sem relevância, ainda mais quando dada em plena coletiva após a posse que lhe foi dada pelo próprio denunciado”, disse o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima

Em entrevista a jornalistas após a posse, novo diretor-geral declarou, conforme o portal G1, que a investigação que levou a Procuradoria Geral da República (PGR) a denunciar o presidente Michel Temer poderia ter sido mais longa.

Posts Relacionados Mais do autor

Comentário

Seu endereço de email não será publicado.