Em ato público, professores de Bacuri clamam por salários atrasados

0

Não é de agora que os professores de município de Bacuri, a 496 km de distância da capital São Luís, vem sofrendo com os sucessivos atrasos em seus vencimentos. Para os professores, a situação é dramática, tendo em vista que ficam impossibilitados de cumprirem com os compromissos inerentes de suas obrigações junto ao mercado local, e com as instituições financeiras, o mercado local também já sentem, pois ficam impossibilitados de venderem e / ou receberem, alguns professores relatam que quando recebem mal conseguem pagar os débitos já contraídos para sua sobre existência enquanto não recebem os salários, relatam ainda que, o pior de tudo é a obrigatoriedade de estarem trabalhando mesmo sem receber, o que representa não apenas um descumprimentos dos preceitos legais, mais um constrangimento com os credores mediante a impossibilidade de cumprirem com os compromissos assegurados.

Nem mesmo o espírito natalino foi capaz de sensibilizar o prefeito do município, Washington Luis de Oliveira, tradicionalmente conhecido como Dr. Washington, uma vez que é médico, vem atrasando os salários dos servidores,  especialmente dos professores os quais em um ato de desespero realizaram um movimento nesta quinta-feira (21), para chamar atenção para o drama que estão passando com os salários atrasados. 

Os professores nível II e supervisores estão com os salários de novembro e dezembro atrasados, já o décimo terceiro consta atraso para todos os servidores da educação. Para não cumprir com os pagamentos, o prefeito alega que não tem dinheiro, mesmo estando o município recebendo regulamente os repasses federais destinados inclusive ao pagamento dos professores conforme pode ser comprovado abaixo.

 De primeiro de outubro a primeiro de novembro de 2017, o município recebeu a título de repasses federais, sem prejuízos das receitas próprias, o total de R$ 2.290.255,68, já no período de primeiro de novembro a 22 de dezembro o município recebeu R$ 15.467.929,07, só do FUNDEB, em dezembro o total dos repasses foram R$ 12.380.007,23. Estes dados constam no demonstrativo de distribuição de arrecadação do Banco do Brasil.

Em reunião junto ao Ministério Público e ao sindicato da categoria, o prefeito prometeu pagar os salários de novembro no final de novembro e o décimo terceiro em janeiro de 2018, esta decisão do prefeito foi a principal razão dos servidores saírem às ruas de Bacuri, uma vez que não aceitam a decisão do chefe do executivo municipal. 

O ICURURUPU tentou diversos contato com a secretaria municipal de educação do município para tratar do assunto, porém sem sucesso, desta forma não foi possível trazer qual quer posicionamento da referida secretaria, todavia, o espaço está franquiado caso desejam se manifestar.

 

Posts Relacionados Mais do autor

Comentário

Seu endereço de email não será publicado.