Cururupu entre as cidades com recomendação da vacinação contra febre amarela

0

Quem pretende passar o Carnaval na cidade de Cururupu deve se vacinar, bem como os cururupuenses que ainda não estejam devidamente vacinados contra a febre amarela, pois a cidade consta entre os municípios maranhenses com recomendação da importante Vacina. Vale esclarecer que a orientação é apenas para quem vai para as áreas com recomendação e nunca tomou a vacina. Quem já tiver tomado uma dose ao longo da vida, não precisa mais se vacinar.

Os casos de febre amarela registrados no Brasil permanecem no ciclo silvestre da doença, ou seja, a febre amarela é transmitida apenas pelos mosquitos encontrados no ambiente silvestre, dos gêneros Haemagogus e Sabethes. O último caso de febre amarela urbana foi registrado no Brasil em 1942. Portanto, os cuidados devem ser redobrados para os viajantes que se deslocarem para zonas rurais e áreas de mata.

Lista completa dos municípios com recomendação de vacinação

O Ministério da Saúde reforça a orientação de vacinação contra a febre amarela para todos os viajantes que irão visitar alguma área de recomendação de vacina. Para garantir a proteção, a dose deve ser aplicada com, pelo menos, 10 dias de antecedência à viagem, tempo necessário para o organismo produzir os anticorpos contra a doença.

Cururupu integra a área com Recomendação de Vacinação do Ministério da Saúde. Para quem vai se deslocar no período do Carnaval para o município e ainda não esteja imunizado, recomenda-se a buscar a imunização até amanhã (31), de janeiro. Para passar o carnaval tranquilo, a preparação precisa começar agora, já que a vacina contra a doença demora 10 dias pra fazer efeito.   

A vacina para a febre amarela é a medida mais importante para prevenção e controle da doença, e confere proteção entre 90% e 98%, além de ser reconhecidamente eficaz e segura. Entretanto, assim como qualquer vacina ou medicamento, pode causar eventos adversos.

Para algumas populações, a vacina é contraindicada, como pessoas com alergia grave ao ovo; portadores de doença autoimune; pacientes em tratamento com quimioterapia/radioterapia; crianças menores de seis meses de idade e pessoas que vivem com HIV/Aids (com contagem de células CD4 menor que 350 células/mm3). Para essas pessoas, a prevenção pode ser feita com uso de repelentes e roupas de manga comprida, além de evitar locais com evidência de circulação do vírus.

“A vacina tem que ativar o sistema imune do indivíduo que ela cria aquela resposta imune e se torne, portanto, protegido contra a doença”, explica Argos Araújo, infectologista.

A orientação do Ministério da Saúde é que o cartão de vacina seja guardado como documento pessoal. O vírus da febre amarela silvestre é transmitido pela picada dos mosquitos haemagogus sabethes. O macaco é só o hospedeiro. Não transmite a doença.

Áreas com matas e rios são consideradas de risco e quem planeja ir pra locais como fazendas e cachoeiras precisa se proteger o quanto antes.

O Ministério da Saúde orienta ainda que as pessoas a partir de nove meses de idade que forem para cidade com recomendação de vacina, sejam imunizadas. Cururupu é área com recomendação de vacinação conforme lista do Ministério da Saúde, o que não significa que o município tenha a presença do vírus. 

Posts Relacionados Mais do autor

Comentário

Seu endereço de email não será publicado.