Governo do Estado anuncia que o Iema de Cururupu está em fase de conclusão

ICURURUPU, COM INFORMAÇÕES DA ASSESSORIA

0

CURURUPU – A população do Norte Maranhense será beneficiada em poucos dias com uma unidade plena do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema), mantendo o compromisso do Governo do Maranhão de oferecer uma educação técnica e de nível médio de qualidade aos estudantes maranhenses. O governo planeja entregar para a população a unidade de Cururupu no mês de abril.

Na tarde desta quinta-feira (22), o reitor do Iema, Jhonatan Almada, acompanhado do secretário adjunto de Educação Profissional e Inclusão Social, André Bello, e o supervisor de Infraestrutura Educacional do Iema, Luís Edmundo, visitou as obras da unidade plena de Cururupu que estão em fase de conclusão. A escola é construída em parceria com a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra).

De acordo com o reitor do Iema, Jhonatan Almada, com a unidade da baixada maranhense o Governo do Maranhão está descentralizando a educação pública, levando a mesma qualidade para todos os municípios beneficiados. “Estamos muito felizes, pois é um equipamento público que será entregue a juventude do Maranhão, e isso representa muito mais oportunidades educacionais para que esses jovens construam seus projetos de vida. A obra está na fase de finalização”, disse o reitor.

A gestora pedagógica do Iema Cururupu, Marileide Costa relatou que suas expectativas são as melhores com o início do ano letivo. “O Iema chega à nossa região trazendo uma educação pública de qualidade. O Instituto representa tudo aquilo que nós professores da rede pública defendemos. Nossa expectativa é que de fato, consigamos fazer com que os nossos alunos sejam protagonistas do seu projeto de vida”, relatou.

Segundo o gestor administrativo financeiro do Iema de Cururupu, Fábio Santos, o Iema é um marco na educação do município. “Desde o momento das matrículas percebemos o entusiasmo e a expectativa dos alunos. Tivemos uma procura muito grande, e percebemos que a população está muito esperançosa com o trabalho que iremos realizar aqui”, contou.

A prefeita de Cururupu, professora Rosinha, destacou que ter uma unidade plena do Instituto no município é a realização de um sonho. “Como educadora sempre lutei por uma educação de qualidade, técnica em tempo integral para atender os anseios da juventude que precisam de qualificação. Percebemos que é algo de primeira qualidade. Agradeço ao governador Flávio Dino, e ao reitor do Iema, Jhonatan Almada, por serem sensíveis as causas e estarem contribuindo com a educação do nosso município. Estou muito feliz e agradecida”, destacou.

Estrutura
A construção possui uma área em torno de 4.000 metros quadrados de área construída com dois pavimentos que abrangem um bloco administrativo que contempla salas de coordenação pedagógica, gestão escolar, administração, biblioteca, auditório e bateria de banheiros. Do outro lado, temos salas de aulas, laboratórios da base nacional comum (física, química, matemática, biologia e informática), além de uma cantina na parte central. O espaço também conta com quadra poliesportiva, cozinha industrial, refeitório amplo e arejado e mais 12 salas de aula no segundo pavilhão. Por meio do Iema, jovens da região poderão cursar o ensino médio regular e cursos técnicos profissionalizantes. A unidade plena de Cururupu ofertará os cursos de alimentos, manutenção e suporte em informática, técnico em meio ambiente e serviços jurídicos.

O supervisor de Infraestrutura Educacional do Iema, Luís Edmundo, explicou acerca da estrutura que está sendo construída, e será entregue a população. “Os estudantes podem contar com uma escola ampla e moderna, com acessibilidade que é um fator preponderante nos dias de hoje, de modo que todas as condições serão dadas para que o aluno tenha um aproveitamento máximo da sua carga horária letiva. A obra também foi uma grande geradora de emprego e renda, pois absorveu trabalhadores do próprio município. Durante o funcionamento da escola teremos também os colaboradores da conservação, com certeza uma mão de obra que estava disponível sem perspectivas, que agora passa a contribuir com o trabalho oferecido no Iema”, disse.

Posts Relacionados Mais do autor

Comentário

Seu endereço de email não será publicado.