Farol da Educação em Cururupu está abandonado; Vereador pede revitalização

0
CURURUPU- O nome Farol da Educação é a denominação dada a uma rede de bibliotecas públicas implementadas pelo governo do estado brasileiro do Maranhão. As Bibliotecas Farol da Educação foram concebidas tomando como base as mini bibliotecas de bairro “Farol do Saber” , projeto já implantado na cidade de Curitiba pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Educação. Partindo do projeto original, foram feitas adaptações para adequação do mesmo à realidade do Estado do Maranhão.
Adaptações estas que vão desde aspectos arquitetônicos, estrutura técnica – institucional, até o organização e funcionamento das bibliotecas, o que inclui também alterações com relação ao tratamento técnico do acervo. As Bibliotecas Farol da Educação são bibliotecas com projeto arquitetônico específico, tendo como principal característica atender não só a comunidade da escola onde são implantada, mas envolver escolas da educação infantil, ensino fundamental e ensino médio, quer públicas ou particulares, em áreas vizinhas, assim como também a comunidade do bairro ou município. 
Infelizmente a situação do Farol da Educação de Cururupu encontra-se em situação de total abandono ao longo dos anos. Com objetivo de reverter essa trágica situação, o vereador cururupuense,  Adaildo Borges (PDT), apresentou requerimento onde cobra do executivo municipal, especialmente à secretaria de cultura do município possa atuar juntamente com o governo do estado no sentido de revitalizar aquele que um dia já foi o principal centro de estudos e pesquisa dos cururupuenses, em especial os estudantes do município. 
No requerimento legislativo o parlamentar democrata, solicita que a prefeita intervenha junto ao Governo do Estado do Maranhão no sentido de firmar parceria para revitalizar o Farol da Educação “Professor Belisário Lisboa”. 
Na justificativa Borges afirma que “a situação de abandono do Farol de Educação em Cururupu tem causado revolta nos moradores, em especial nos jovens estudantes. Por ser, um espaço de encontro dos estudantes, assim como, espaço ao mundo da leitura. Sabe-se que a leitura é primordial para a construção de conhecimento, sendo um importante instrumento de formação da visão do ser humano como ser social e crítico, reconhecendo a importância desse espaço como um ambiente leitor, estimulando, assim, esta prática na comunidade escolar, por meio de mecanismos dinamizadores e prazerosos, além de fortalecer o protagonismo juvenil dos educandos, contribui para a formação de cidadãos leitores, afinal o ato de leitura, também é um ato cultural. Finalizou o parlamentar”.
Não há dúvida que as justificativas são mais que louvável, afinal, o que será do cidadão sem a possibilidade de acesso à leitura, notadamente aqueles que estudam algum grau de instrução, e sabido por todos que a leitura nos permite entender o mundo em que vivemos, sem conhecimento é impossível elevarmos à condição de cidadão, crítico e capazes de construir sua própria história, sem dúvida a revitalização do Farol da Educação se faz necessário e urgente, do contrário, estaríamos diante de uma perda imensurável, sobre o ponto de vista da aprendizagem e da cidadania. 

Posts Relacionados Mais do autor

Comentário

Seu endereço de email não será publicado.