Fora de casa Sampaio perde sua primeira na série B e Guarani vence a primeira

0

O Brinco de Ouro voltou a fazer a diferença para o Guarani. Principal aliado na conquista do acesso e do título da Série A2 do Paulista, o estádio recebeu neste sábado a primeira vitória bugrina na Série B do Brasileiro. Em uma tarde de “situações inusitadas”, com baixa logo no segundo minuto e gol “quae sem querer”, o time de Umberto Louzer fez o dever de casa ao ganhar do Sampaio Corrêa por 2 a 0 e se reabilitar da derrota para o Fortaleza na estreia. Já os visitantes perderam pela primeira vez na competição, depois de largar com triunfo sobre o Coritiba.

Se Marcílio deu azar ao sofrer um corte na testa e precisar ser substituído logo de cara, sobrou sorte para Denner no primeiro gol bugrino. Ao furar a primeira tentativa, o volante enganou a marcação, e a bola ficou limpa para ele abrir o placar, no último minuto do primeiro tempo. O camisa 8 brincou sobre o lance: –  Fui tentar bater de primeira, furei e acabei enganando a marcação. Depois fui feliz em fazer o gol. Quem também marcou para o Bugre foi o estreante Guilherme, já no fim da partida, em chute da entrada da área – esse, sim, por querer. 

O jogo

Com a marcação alta, o Sampaio Corrêa pressionou o Guarani nos minutos iniciais, e chegou forte em cruzamento no meio da área para Maracás, que cabeceou por cima do travessão.

A partida ficou truncada, com muitas faltas, mas o Tricolor conseguia chegar com mais perigo à meta adversária. Marlon arriscou um chute colocado, e o goleiro foi buscar lá no ângulo.

Uilliam também teve uma boa oportunidade, após Marlon fazer o pivô na entrada da área. O chute foi pra fora.

O Guarani começou a chegar com mais efetividade, e quase marca após jogada pela esquerda, a bola cruzou perigosamente a grande área. O adversário ainda acertou a trave em lance de perigo.

O primeiro tempo caminhava para o fim com a igualdade estabelecida no marcador, mas o Guarani conseguiu aproveitar o último lance e marcou. O Sampaio foi para o vestiário com um duro golpe nas costas.

A equipe boliviana voltou para a etapa final com a missão de manter o equilíbrio mostrado nos primeiros 45 minutos, apesar do gol sofrido. Mas a situação ficou pior com a expulsão de Kaike logo aos cinco minutos.

Em desvantagem numérica e no placar, o Tricolor esbarrava na forte marcação do Guarani, sem conseguir chegar com mais efetividade ao ataque.

O restante do segundo tempo transcorreu sem lances mais agudos, até o Guarani conseguir ampliar aos 45 minutos, fechando o placar.

Após a partida em Campinas, o Sampaio Corrêa direciona suas atenções para a disputa da vaga na Copa do Nordeste 2019. Na próxima quarta-feira, o Tricolor enfrenta o River, no Castelão.     

Guarani e Sampaio fecham a segunda rodada com três pontos cada, na parte intermediária da tabela. O G-4 só tem times 100% até o momento: Figueirense, Fortaleza, Paysandu e Vila Nova. 

Os dois times miram a capital goiana na próxima rodada. O Guarani já volta a campo na terça-feira, quando terá pela frente o Atlético-GO, às 19h15, fora de casa. O Sampaio, por sua vez, terá um tempo maior de preparação e vai encarar o Vila Nova no sábado, às 16h30, também em Goiânia. 

O que começou com um susto para o Guarani terminou em alívio. Depois de perder o lateral-esquerdo Marcílio por uma infelicidade logo no segundo minuto, o Bugre passou alguns momentos de apuros contra o Sampaio Corrêa antes de chegar ao gol, no último lance do primeiro tempo, com Denner. Antes, os visitantes só não saíram na frente graças a um milagre de Bruno Brígido em chute de Marlon.

O Guarani só cresceu na reta final, quando acertou a trave com Denner e na sequência, com o próprio Denner, abriu o placar em um lance de sorte. Uma furada na primeira tentativa enganou a marcação e deixou a bola limpa para o volante estufar as redes. 

  

Posts Relacionados Mais do autor

Comentário

Seu endereço de email não será publicado.