Polícias Civil e Militar Prendem Homicida e Participante de Latrocínio em Portinho

2

Na manhã desta terça-feira (17), a Polícia Civil de Cururupu em conjunto com o 25º Batalhão de Polícia Militar, cumpriu mandado de prisão em desfavor de um homicida, e prendeu em flagrante delito o participante de latrocínio ocorrido no Povoado Portinho que fica aproximadamente 50 km de Serrano do Maranhão. Foram presos, JOCINALDO GOMES ABREU, Vulgo Dico – cumprimento de Mandado de prisão e  EDIVANILSON PINTO RAMOS, Vulgo Pires -flagrante Delito. EDIVANILSON PINTO RAMOS é acusado de ter participado do latrocínio em Portinho, segundo as investigação teria sido “Pires” a pessoa que pilotava a moto que deu fuga aos acusados do latrocínio. Já JOCINALDO GOMES ABREU é um homicida que tinha mandado em aberto. O segundo acusado de participar do latrocínio em Portinho ainda está sendo procurado pela Polícia. 

Foi apreendida também, a motocicleta usada no latrocínio. Após os procedimentos legais, ambos serão encaminhados a Unidade Prisional de Cururupu.

ENTENDA O CASO

Um crime brutal abalou os moradores do povoado de Portinho região portuária da cidade de Serrano do Maranhão, Portinho fica localizado à aproximadamente 40 km da sede do município.

Segundo informações da Polícia Militar do 25º Batalhão de Polícia de Cururupu, a vítima é Lucas de Castro Fonseca de 22 anos. Informações da família e amigos da vítima afirmam que Lucas estava com mais alguns colegas por volta de umas 23:35 hs deste domingo (15), usando ” Wi-fi” [internet sem fio] de uma escola localizada no povoado quando foram surpreendidos por três homens armados os quais teriam mandado os jovens deitar no chão. 

Em seguida já de pose do celular de Lucas os assaltantes teriam atirado duas [2] vezes na cabeça da vítima supostamente por que a vítima teria conhecido um dos assaltantes. Ainda segundo informações de populares, Lucas era um jovens sem envolvimento com crimes e era conhecido como uma pessoa boa. A vítima ainda foi levado para a Santa Casa de Misericórdia de Cururupu mais não teria resistido e veio a óbito. 

INFORMAÇÃO DA POLÍCIA

O 25º Batalhão de Polícia Militar de Cururupu informa que por volta das 23:35 minutos deste domingo (15), tomaram ciência de um roubo e que a vítima teria sofrido um disparo de arma de fogo na cabeça, ao chegar no hospital [Santa Casa de Misericórdia de Cururupu], pra onde a vítima foi socorrida e levada, a Polícia Militar constatou a veracidade do fato ocorrido.

Segundo testemunhas que presenciaram toda conduta delituosa, chegaram dois indivíduos numa moto modelo Bros cor branca, mandaram todos deitarem com o rosto voltado para o chão, e começaram a desferir coronhadas nas vítimas, menos em uma indivíduo identificado pelo nome de “Elizeu”, ao desferir os golpes, os elementos o tempo todo perguntavam se as vítimas eram 40, alusão a uma das facções do estado do Maranhão.

As vítimas foram agredidas e tiveram seus pertences roubados, menos “Elizeu”, que segundo a outra vítima, um dos assaltantes teria mencionado o nome de “Elizeu” dando entender que o conhecia, após as agressões um dos agressores efetuou um disparo na cabeça de Lucas de Castro Fonseca que ainda estava deitada no chão, a vítima foi levada até o Hospital Santa Casa de Cururupu mas não resistiu o ferimento chegando a óbito.

LATROCÍNIO 

Latrocínio tem como definição o roubo consumado ou tentativa onde houve também um resultado morte. Popularmente conhecido como “roubo seguido de morte”, embora possa acontecer caso em que o indivíduo pode por exemplo no processo do roubo, ter matado a vítima antes de roubá-la.

O latrocínio é considerado crime hediondo, portanto é inafiançável e insuscetível de graça, anistia ou indulto, havendo a previsão de pena de reclusão de 20 (vinte) a 30 (trinta) anos, sem prejuízo da multa.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Posts Relacionados Mais do autor

2 Comentários

Comentário

Seu endereço de email não será publicado.