Seletivo da Prefeitura de Cururupu Continua Gerando Muitas Dúvidas Para os Aprovados

0

O Portal ICURURUPU vem diariamente recebendo de dezenas de candidatos que se escreveram ao processo seletivo simplificado da prefeitura de Cururupu vários questionamentos, e principalmente, se dizem com muitas dúvidas sobre o certame. Entre as principais indagações e inconformações são a respeito ao fato da Lei enviada ao legislativo municipal pela prefeita de Cururupu, professora Rosinha, não trazer o número de vagas específico para cada função, embora os candidatos saibam a função que irá exercer e a qual órgão municipal estejam vinculados, não é possível saber o local onde vai exercer suas atividades, isso se justifica pelo fato dos órgãos do município terem competência em toda a sede e nos povoados, além das dezenas de ilhas.

Outro ponto de bastante controvérsias entre os candidatos é o fato da Lei aprovada pelos vereadores aliados à prefeita ser retroativa a janeiro de 2018, período que em tese ainda não teria nenhum servidor contratado, e nem mesmo esclareceram a real necessidade da retroatividade da Lei.

Isso apenas pra citar alguns dos questionamentos, pois nos últimos dias os candidatos também observam que mesmo após análises dos processos e dos currículos, as posições de classificações dos candidatos não sofreram qualquer alteração, ou seja, a posição de cada candidato divulgado na lista preliminar é idêntica à de classificação final. 

Recurso

Verificamos também que houve dois [2] recursos de candidatos que se julgam prejudicados com o resultado final do certame, pois os candidatos alegam possuírem ampla experiências comprovadas para a área da prestação do serviço e fartas comprovações cognitivas e intelectuais que lhe permitisse uma posição melhor na classificação, a saber, trata-se dos senhores  Tiago Rodrigues Leite e Carlos Viana Pimentel, ambos residente e domiciliados em Cururupu.

Ambos os recursos tiveram suas pretensões negadas pela comissão conforme fica comprovado na decisão que se segui, RESPOSTAS DOS RECURSOS IMPETRADOS CONTRA O RESULTADO PRELIMINAR DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO.

Ainda segundo o resultado que nega os questionamentos dos candidatos, o peso da entrevista na classificação dos candidatos não era critério de pontuação ou mesmo eliminação, mas sim, foi realizada como instrumento que permitisse à gestão, dentro do interesse público, conhecer o perfil dos candidatos que passariam a compor ainda que provisoriamente os quadros da Prefeitura Municipal de Cururupu. O resultado do resultado ressalta ainda que a comissão responsável pelas entrevistas foi composta por respeitáveis profissionais e que seus relatórios servirão para nortear a administração inclusive na melhor lotação dos classificados.

Entrevista

Geralmente as entrevistas individuais de candidatos que buscam uma vaga em algum processo seletivo se constitui da parte mais importante do processo de seleção, pois é nela que você terá chance de “vender seu talento realmente”. É uma conversa com o entrevistador sobre os pontos relevantes de seu currículo [pois nessa fase as informações do seu currículo já foram checadas pelo departamento responsável pela seleção – É IMPORTANTE QUE AS INFORMAÇÕES SEJAM VERDADEIRAS].

O objetivo da entrevista individual é obter do candidato informações complementares que não foram reveladas por ele nos documentos entregue à comissão de um processo seletivo. O entrevistador visa obter fatos relacionados com o histórico profissional, educacional e sócio-econômico do candidato. A entrevista também serve para confirmar ou não os dados constantes do currículo e as demais fontes de informações.

Um ponto importante é que na entrevista é que se estabelece o ponto de identificação entre o candidato e o órgão contratante, independente se ele será admitido num primeiro momento ou não, pois muitos seletivos prevê cadastro de reservas, mais é na entrevista o momento de direcionar candidatos para vagas que sejam mais adequadas para o seu perfil.

No caso da entrevista do processo seletivo de Cururupu, segundo a Comissão do Processo Seletivo Simplificado a entrevista não era critério de pontuação ou mesmo de eliminação, pelo que percebemos serviu apenas para os entrevistadores conhecerem os candidatos e a partir daí decidi quem ou não continuaria no processo, ou seja, ainda que numa entrevista, um candidato se expressasse ou se comunicasse melhor que outro, que tivesse uma melhor dicção ou qualquer outras qualidades isso não seria levado em consideração no resultado final, seria uma mera formalidade do processo. 

O ICURURUPU tentou contato com a Comissão do Processo Seletivo de Cururupu mais não conseguimos localizar nenhum de seus integrantes que pudesse responder aos questionamentos dos candidatos, não conseguimos também contato com a assessoria de comunicação da prefeitura de Cururupu. Caso queiram se manifestar o espaço está franquiado. 

Posts Relacionados Mais do autor

Comentário

Seu endereço de email não será publicado.