Após ter o nome citado em vários escândalos, Aécio decide se candidatar a deputado federal

0

O senador Aécio Neves (PSDB) afirmou nesta quinta-feira que concorrerá a uma vaga de deputado federal nas eleições deste ano. O anúncio foi feito por nota em que ele afirma que a decisão “não foi fácil”

Aécio ponderou, por meses, se tentaria a reeleição ao Senado, se disputaria uma vaga na Câmara ou mesmo se deveria ficar de fora da eleição deste ano.

Com a decisão de sair candidato à Câmara, o tucano opta por uma jogada mais segura do que a disputa de uma eleição majoritária para o Senado.

Aécio sempre disse que não queria deixar a vida pública em meio à acusações. O tucano foi um dos principais avariados pela delação da JBS, em maio do ano passado.

“Coloco meu nome como pré-candidato à Câmara dos Deputados, Casa que já presidi e onde, como líder partidário, à época do governo Fernando Henrique, ajudei a implementar algumas das principais reformas feitas no Brasil contemporâneo”, afirmou. 

Ainda de acordo com o tucano, nos últimos meses ele analisou as possibilidades de concorrer e sobre como poderia contribuir para melhorar a situação de Minas. Ele citou o candidato do PSDB ao governo de Minas, Antônio Anastasia, ao dizer que lhe comunicou da decisão de não concorrer ao Senado, mesmo com pesquisas de intenção de voto o colocando entre os mais votos, perdendo apenas para a ex-presidente Dilma Rousseff (PT). 

“Mas tomo essa decisão com a responsabilidade daqueles que sempre colocaram os interesses de Minas acima de qualquer projeto pessoal. Os que me conhecem sabem que foi assim que sempre agi e assim continuarei agindo”, afirmou.

Candidato à Presidência da República nas eleições de 2014, Aécio volta a disputar cargo  que já ocupou antes de ser governador em Minas. Em setembro, o senador foi flagrado pedindo R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, réu da Lava-Jato, para pagar advogados. 

O anúncio de hoje, no entanto, contradiz informação dada pelo próprio tucano no ano passado quando ele rechaçou a possibilidade de concorrer a uma vaga na Câmara. Na oportunidade ele declarou que estava “fora de cogitação” concorrer à Câmara. 

No último sábado, o senador não foi a convenção do PSDB em Minas que sagrou Anastasia como candidato do partido ao governo do estado. Por nota, ele afirmou que a ausência na convenção foi por estar se reunindo com lideranças políticas, em Belo Horizonte e no interior do Estado, “para avaliar a melhor forma de contribuir para o resgate de Minas Gerais nesse momento de extrema gravidade e grandes incertezas”. 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA COM OS SEUS AMIGOS

Posts Relacionados Mais do autor

Comentário

Seu endereço de email não será publicado.