SAÚDE: saiba porque é sempre muito importante comer peixe

PM mata 14 suspeitos em operação em morro no centro do Rio
8 de fevereiro de 2019
Através do SIOPE Ministério Público Federal vai fecha o cerco a professores nos municípios
9 de fevereiro de 2019

SAÚDE: saiba porque é sempre muito importante comer peixe

Ilha de Caçacueira, no litoral de Cururupu. (Foto: Reprodução)

Cururupu tem Ilhas maravilhosas. Além de belas paisagens, oferece uma vasta culinária que tem influência de índios, portugueses e africanos. O Cururupu é um dos maiores centro de distribuição de peixe, e apresenta uma gastronomia repleta de especiarias, peixes e mariscos, que são a base para receitas ancestrais e de sabor inconfundível.

Aqui vamos destacar o peixe, pois além de saboroso e nutritivo, faz muito bem para a saúde. Ainda assim, há quem resista em incluir o peixe na alimentação do dia a dia. Apesar de vivermos em um país com mais de 8 mil quilômetros de praias e outros milhares de quilômetros de rios, o brasileiro consome apenas nove quilos de pescados por ano, de acordo com dados do Ministério da Pesca e da Aquicultura. Número que, apesar de ter crescido nos últimos anos, ainda é muito inferior ao do consumo de carne vermelha, que alcança 37 quilos anuais no país em média.

Resultado de imagem para pescada cozida

Pescada cozida com ingredientes da agricultura (Foto: Reprodução)

Vale destacar que não existe nenhum tipo de peixe que vá fazer mal. Isso acontece justamente porque todos são ricos em nutrientes e têm grandes quantidades de vitaminas e minerais. Vale dizer que quanto mais gordurosos, mais saudáveis os peixes são.

Cururupu ostenta um dos mais ricos litorais do Estado, e certamente um dos maiores, desta forma o que não falta é motivos para aumentar o consumo de peixes, além de movimentar a economia local. Em Cururupu o peixe está diretamente ligado a questão cultural, pois os jovens desde de muito cedo praticam a pesca, especialmente nas Ilhas do litoral do município, claro que no passado a pesca já foi mais atrativa, pois com as diversificações da economia, muitos deixaram a pesca, mesmo assim o município ainda é um dos maiores produtores e consumidores de pescado do Estado.

Como sabemos, além de uma fonte de desenvolvimento econômico, o peixe está relacionado a saúde, pois tem menores níveis de colesterol ruim, aumento do colesterol bom, beneficiando diretamente a saúde do coração. Além disso, há amplos estudos que indicam que os peixes ajudam a evitar enfermidades como a asma, a artrite reumatoide e as doenças inflamatórias intestinais. Claro que com a melhora econômica que o país conseguiu nos últimos anos, fez muitos cururupuenses buscar experimentar outros tipos de alimentos, muito das vezes menos saudável inclusive, ou os chamados alimentos da moda, no entanto, pra quem bem souber o peixe ainda é um dos mais saudáveis e recomendado alimento existente.

Resultado de imagem para peixe em cururupu

Resex de Cururupu, imagem de pescador e caixa de peixes na Resex (Foto: Mar sem fim)

Vale esclarecer que os peixes entre outros nutrientes, fornecem uma proteína de excelente valor biológico, de fácil digestão e, ao contrário das outras carnes, não são ricos em gorduras saturadas e possuem menos calorias, podendo auxiliar na perda de peso – explica a endocrinologista do Centro da Obesidade e Síndrome Metabólica da PUCRS, Andresa Colombo Balestro. Os peixes também são ricos em vitaminas, cálcio, ferro e selênio. São fontes de cálcio e vitamina D, auxiliando na saúde óssea e prevenindo a osteoporose. Possuem vitaminas do complexo B que fortalecem o sistema nervoso e ajudam no crescimento e bom estado da pele, unhas e visão. Para ter todos esses benefícios, não precisa ter um consumo muito elevado: basta uma porção de 100g, o equivalente a um filé pequeno, duas vezes por semana, de acordo com recomendações da American Heart Association.

O PODEROSO ÔMEGA 3

Um dos principais componentes que tornam os peixes alimentos tão saudáveis é o ômega 3. Os ácidos graxos ômega 3 reduzem a viscosidade do sangue, diminuindo as taxas de triglicérides e aumentando o colesterol bom. Podem auxiliar no controle da pressão arterial, do diabetes e de doenças degenerativas – afirma Andresa. O ômega 3 também traz benefícios para a saúde de gestantes e bebês, sendo responsável por uma taxa menor de partos prematuros. O consumo de peixes é liberado na gestação, desde que o alimento esteja bem cozido. Além disso, o ômega 3 é importante no desenvolvimento do sistema nervoso central do feto e do recém-nascido. Por isso, a mãe deve manter uma dieta rica em peixes também durante a amamentação – diz a nutricionista Paula Zubiaurre.

SAIBA MAIS

Todos os peixes contêm ômega 3, mas os campeões na quantidade são os de água fria. Entretanto, é bom ficar atento à procedência, pois os animais criados em cativeiros têm uma concentração menor do ácido graxo. Também é importante prestar atenção à forma de consumo: o produto fresco tem qualidade superior àquele que já está pronto, como os enlatados. No caso do atum e da sardinha, ainda assim, eles continuam sendo fonte de ômega 3. A dica é optar pelo produto preparado em água e sal, mais saudável do que a versão em óleo. E, ao optar pela versão fresca, cuidado na hora do preparo: evite as frituras e retire a pele do peixe antes de grelhar ou assar, pois é nela que se encontra ao mau colesterol.

Imagem relacionada

Pescador na belíssima Ilha de Guajerutiua Cururupu (Foto: Denylson Ramos)

Pelo menos nas regiões litorâneas é difícil conhecer uma pessoa que não goste de peixe, pelo menos se ele foi preparado adequadamente. Por falar em preparo, normalmente os peixes são muito fáceis de serem feitos e existem muitas receitas desse alimento, tanto como acompanhamento quanto como prato principal.

O ideal é sempre apostar no consumo de peixes que foram pescados recentemente e que ainda estão frescos. Dessa forma você garante que os nutrientes se mantenham em alta, o que é excelente para a saúde. Se você gosta de peixe, não faz mal comê-lo todos os dias, se possível. Mas se você não gosta tanto assim, tente consumi-lo ao menos duas vezes por semana, porque desse jeito você estará oferecendo um grande apoio ao seu organismo. É praticamente uma unanimidade entre os especialistas que se dedicam ao estudo dos benéficos do consumo de peixe em afirma sua importância para saúde, sendo assim, para quem reside no litoral onde o pescado é farto e fresco, é importante que o consuma, assim, estará contribuído e muito para sua saúde e até mesmo para sua longevidade. 

Resultado de imagem para pescada cozida

Filé de pescada ao forno (Foto: Reprodução)

Pelo que vimos até aqui, além de uma inesgotável fonte de saúde, o peixe é também um alimento muito saboroso, no Maranhão por exemplo, em especial ao município de Cururupu os pratos são os mais variados possível, com a variação e criatividade, é possível comer peixe dirimente sem que este se torne algo enfadonho, pois é possível faze-lo das mais diversas formas.  Viva ao peixe, e que esta importante fonte de vitalidade e saúde possa ser consumida por muito tempo em nossa linda e saudosa Cururupu, pois desta forma estaremos ainda que indiretamente, investindo na nossa qualidade de vida por muitos anos.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *