Escola desaba e deixa pelo menos 100 crianças soterradas na Nigéria

Tragédia, adolescentes abrem fogo contra alunos e 8 morrem em escola de SP
13 de março de 2019
Resgate de criança desaparecida emociona comunidade de Caxias
13 de março de 2019

Escola desaba e deixa pelo menos 100 crianças soterradas na Nigéria

© Temilade Adelaja / Reuters

Um edifício de três andares onde funcionava uma escola desabou em Lagos, na Nigéria, na manhã desta quarta-feira (13), deixando mais de 100 crianças soterradas. Ainda não há informações sobre vítimas fatais.

Segundo os governo local, os alunos estavam em sala de aula quando o incidente ocorreu.Equipes de emergência se encontram no local. Várias imagens já começam a circular na internet.

Um repórter da Reuters no local viu um menino de 10 anos sendo puxado para fora dos escombros coberto de poeira, mas sem ferimentos visíveis. Uma multidão comemorou enquanto outra criança era retirada dos destroços. As duas estavam entre oito crianças já resgatadas, disseram moradores.

Trabalhadores em cima dos escombros retiravam detritos enquanto uma multidão se aglomerava em torno do local de resgate — dezenas de pessoas observando dos telhados e centenas nas ruas ao redor.

“Acredita-se que muitas pessoas, incluindo crianças, estão atualmente presas no prédio”, disse Ibrahim Farinloye, porta-voz da Agência Nacional de Gerenciamento de Emergências da região, adicionando que não há informações imediatas sobre vítimas. Moradores da região estimaram que cerca de 100 crianças frequentavam a escola, que funcionava no terceiro andar do prédio.

No local, muitas pessoas gritavam. Uma briga quase começou devido à indignação no local.

Em meio à multidão, estavam ambulâncias, caminhões de bombeiro e uma empilhadeira. Membros da Cruz Vermelha e da polícia estavam a postos.

A Nigéria frequentemente registra colapsos em construções. Em 2016, mais de 100 pessoas foram mortas quando uma igreja ruiu no sudeste da Nigéria.

Em Lagos, no mesmo ano, um prédio de cinco andares ainda em construção desabou, matando pelo menos 30 pessoas. Uma escola flutuante construída para resistir a tempestades e inundações também desmoronou em Lagos em 2016, embora ninguém tenha ficado ferido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *