Quadrilha é presa acusada de adulterar boletos de condomínio no valor de 500 mil

Aeroportos de São Luís e Imperatriz serão privatizados pelo governo Federal
15 de março de 2019
Prefeitura de Serrano recupera pontes que ligam diversos povoados à sede do município
16 de março de 2019

Quadrilha é presa acusada de adulterar boletos de condomínio no valor de 500 mil

Wennys Carlos de Sousa Oliveira, Isaac Pereira do Nascimento e Leide Dayana Dias Silva e Reinaldo Castro Araújo

A Polícia Civil do Maranhão por meio da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC) apresentaram na tarde desta sexta-feira (15), no auditório da SEIC; um grupo suspeito de integrar uma associação criminosa, usando como “modus operandi”, a adulteração do código de barras de boletos de cobranças. Foram presos: Wennys Carlos de Sousa Oliveira, Isaac Pereira do Nascimento e Leide Dayana Dias Silva e Reinaldo Castro Araújo. Os criminosos foram presos na manhã desta sexta-feira (15), por conta da “Operação Trojan Horse’’.

Durante a apresentação na SEIC, fora repassado que os criminosos envolvidos na ação criminosa foram presos na “Operação Trojan Horse’’, onde pós certo tempo de investigação, o grupo fora preso pela Polícia Civil, pelo cumprimento do Mandado de Prisão Preventiva e Busca e Apreensão contra os suspeitos. Os criminosos realizaram o golpe contra o condomínio, identificado por “Parque das Arvores- Grand Park”. Os policiais do Departamento de Combate aos Crimes Tecnológicos (DCCT). Foi descoberto que o grupo está envolvido em fraudar boletos de cobranças de taxas condominiais. Eles tinham como “modus operandi” a adulteração do código de barras de boletos de cobranças, no qual mediante um sistema de computador, (software aplicativo – específico para condomínios), que gerava esses boletos de cobrança.Uma vez pagos pelos condomínios, esses valores não eram creditados na conta do condomínio e sim na conta de uma pessoa jurídica (uma empresa gerida pelo grupo criminoso). Posteriormente, esse dinheiro era transferido das contas desta empresa, para as contas dos membros do grupo criminoso.

As informações repassadas pelo superintendente da Seic, o Delegado Carlos Alessandro foram que “A prisão dos alvos aconteceu na manhã desta sexta-feira (15), contra, Wennys Carlos de Sousa Oliveira, 31 aos; este o principal alvo. Ele foi preso no bairro do Calhau, no condomínio Grand Park das Águas. Presa ainda em São Luís, a acusada, Leide Dayana Dias Silva, 31 anos. Ela era ex-funcionária do condomínio residencial Parque das Arvores “Grand Park”. A sua contribuição na ação criminosa, era no sentido de facilitar a ação criminosa no condomínio. Reinaldo Castro Araújo, 38 anos. Preso ainda, o Isaac Pereira do Nascimento, 31 anos. Este foi encontrado na cidade de Vargem Grande, cuja empresa era usada para o golpe” salientou o superintendente da Seic.

Desvio de R$ 500 mil reais do condomínio, através de boletos falsos

O Delegado do Departamento de Combate aos Crimes Tecnológicos (DCCT), Delegado Odilardo Muniz, destacou também, “Esta quadrilha tem causado prejuízos enormes ao condomínio residencial, Parque das Arvores “Grand Park”, deixando o condomínio sem condições de manutenções básicas ou mesmo de sustentabilidade. Vale ressaltar que, esta investigação foi iniciada em 27/09/2017, sendo extremamente complexa. Foram pedidos quebra de sigilo fiscal e bancário dos alvos, e com esses levantamentos financeiros, observamos justamente a empresa utilizada pelo Wennys, para desviar o dinheiro do condomínio através de boletos falsos. Isso ocorreu nos anos de 2015, 2016 e 2017, sendo desviados mais de 500 mil reais durante esses três anos.’’ Frisou o Delegado Odilardo Muniz.

Após ser apresentados e ouvidos na Seic, o grupo foram autuados pelos crimes nos tipos penais: art. 171, CP (estelionato); art. 299, CP (falsidade ideológica); art. 288, CP (associação criminosa); delitos previstos na lei 9.613/1998 (lavagem de dinheiro). Após as autuações, eles foram encaminhados ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *